SEL-487E

Relé de proteção de transformadores

Proteção, automação e controle de transformadores e autotransformadores de até 5 enrolamentos ou barramentos de até 5 vãos. Utilização de até 5 entradas de corrente trifásica para proteção diferencial percentual, três elementos independentes de proteção contra falta à terra restrita (REF) e duas entradas de tensão trifásica, todos com sincrofasores. Limitação dos danos do transformador, através de resposta a condições de falta interna em menos de 1,5 ciclo. Detecção de faltas entre espiras, envolvendo apenas 2% do enrolamento, evitando falhas catastróficas do transformador. Otimização do tempo de comissionamento e eliminação de erros com a utilização de um software que recomenda configurações de compensação de matriz. O monitoramento de falta e monitoramento térmico permitem o acompanhamento do desgaste do transformador e programação da manutenção de forma eficiente. Redução de manutenções ineficientes e caras, através do monitoramento de desgaste do disjuntor, economizando tempo e dinheiro.

A partir de

USD6,750

Solicitar mais informações

*Este campo é obrigatório.


Proteção de até 5 enrolamentos – Configure o SEL-487E para proteção diferencial em aplicações de transformadores que utilizam até cinco correntes trifásicas no cálculo diferencial. Isso inclui transformadores com enrolamento terciário. Use três elementos REF independentes para proteger enrolamentos em estrela aterrados.

Detecção sensível de falta entre espiras – Evite falhas catastróficas do transformador. Detecte falhas entre espiras que envolvam apenas 2% do enrolamento, através do elemento diferencial de sequência negativa patenteado.

Proteção diferencial adaptativa, de alta velocidade – Implemente uma inclinação de dois estágios que se adapta automaticamente às condições de faltas internas ou externas, mesmo com saturação do TC e formas de onda altamente distorcidas, para obter uma proteção diferencial rápida, sensível, confiável e segura. O elemento diferencial adaptativo responde a condições de falta interna em menos de 1,5 ciclo.

Aplicações diversas do transformador – Proteja os grandes transformadores aplicados em arranjo disjuntor e meio na alta e baixa. Além disso, configure para uma típica aplicação de transformadores de dois enrolamentos e utilize as demais entradas de corrente trifásica para proporcionar proteção extra ao alimentador.

Proteção de transformador elevador em unidades geradoras – Proteja os transformadores elevadores dos geradores (GSU) e use os elementos de temperatura integrada (requer o módulo RTD SEL-2600) para monitorar simultaneamente as temperaturas dos enrolamentos do gerador e do transformador.

Monitoramento avançado – Acompanhe o desgaste do transformador com monitoramento térmico e de falta passante. Reduza as manutenções ineficientes e caras dos disjuntores, através de monitoramento avançado. Monitore os sistemas de alimentação CC das subestações, quanto a níveis de tensão que estejam fora da faixa de tolerância ou oscilações de tensão excessivas.

Unidade de medição fasorial (PMU) da estação – Melhore a qualidade do sistema de potência com sincrofasores da SEL (IEEE C37.118), disponível para todos os 24 canais analógicos (6 entradas de tensão e 18 de corrente). Use sincrofasores para comunicação serial ou Ethernet para detectar facilmente fluxos de reativo, transformar estimativas de estado em medições de estado e antecipar alertas de possível instabilidade do sistema. Implemente o controle em tempo real com o recebimento de mensagens dos sincrofasores enviadas por duas PMUs e tome as medidas necessárias com base em mensagens locais e remotas.

Proteção de retaguarda confiável – Proporcione proteção extra com cinco elementos de sobrecorrente de fase, de sequência negativa e sequência zero. Dez elementos de sobrecorrente de tempo-inverso configuráveis. Identifique rapidamente a fase em falta com indicações de fase para cada elemento de sobrecorrente. Configure a proteção de falha de disjuntor com detecção de fase aberta para detectar rapidamente falhas nos disjuntores e minimizar o tempo de coordenação do sistema.

Visão Geral

image.img.altimage.img.alt

Sincrofasores
Envie mensagens de sincrofasores, através do protocolo IEEE C37.118, por comunicação serial ou Ethernet, para detectar ciclos de fluxo de reativo, transformar estimativas de estado em medições de estado e antecipar alertas de possível instabilidade do sistema. Use funções de controle com base nos ângulos da fase, correntes e tensão para aplicações básicas ou avançadas. Para aplicações que requerem uma unidade de medição fasorial (PMU) dedicada, escolha o SEL-487E-4 como Unidade de Medição Fasorial da Subestação.

Proteção diferencial de duas a cinco correntes trifáscias

Alcance uma proteção diferencial rápida, sensível, confiável e segura. Uma inclinação (slope) de dois estágios, que se adapta às condições de falta interna ou externa automaticamente, mesmo com a saturação de TC e formas de onda fortemente distorcidas.

Proteção adicional
Use duas entradas de tensão trifásica para proteção de sobre e subtensão, frequência, verificação de sincronismo e volts por hertz. Torne qualquer elemento de sobrecorrente direcional usando elementos direcionais polarizados por tensão nas equações de controle de torque dos elementos de sobrecorrente. Implemente a proteção de retaguarda do transformador e do alimentador usando elementos de tempo-inverso adaptativos. Use três elementos de falta à terra restrita REF independentes para detecção sensível de faltas à terra nas aplicações do transformador aterrado em estrela.

Segurança e confiabilidade
Ofereça segurança máxima durante as faltas externas e condições de inrush de magnetização do transformador. Detecte rapidamente faltas internas, durante energização ou condições operacionais normais, usando elementos de bloqueio de harmônico combinado e diferencial de restrição. Detecte faltas entre espiras com uma sensibilidade de 2% do enrolamento do transformador com o elemento diferencial de sequência negativa.

Monitoramento e gerenciamento de ativos
Monitore os ativos críticos da subestação com o modelo térmico IEEE C57.91 para transformadores imersos em óleo mineral. Os recursos avançados de monitoramento incluem falta passante, tensão da bateria da subestação e um abrangente monitoramento de desgaste do disjuntor.

Medição e execução de relatórios
Elimine a necessidade de gravação e medição externas, através de registros de oscilografia com amostragem de 8KHz, relatórios sequenciais de eventos (SER) e medições de energia trifásica. Use estas ferramentas para simplificar a análise pós-falta e melhorar sua compreensão sobre as operações do esquema de proteção.

Comunicação flexível
A opção de placa Ethernet oferece duas portas metálicas ou de fibra para comunicação em modo failover. Os protocolos de comunicação Ethernet disponíveis incluem FTP, Telnet, DNP3 LAN/WAN, SNTP, IEC 61850, PRP e sincrofasores IEEE C37.118. Todas as quatro portas seriais EIA-232 independentes são compatíveis com o SEL Fast Message, SEL ASCII, Compressed ASCII, SEL Fast Operate, SEL Fast Meter, SEL Fast SER, comunicação SEL Mirrored Bits, DNP3, terminal virtual e comunicação com os módulos RTD da série SEL-2600.

Projeto robusto
Confie na faixa operacional de temperatura ambiente mais ampla do setor, de –40 °C a +85 °C (–40 °F a +185 °F).

Controle e monitoramento de diagramas de uma linha no painel frontal
Controle e monitoramento através de diagrama unifilar no painel frontal: Selecione a configuração do bay de alta e baixa tensão e controle até cinco disjuntores e 20 seccionadoras, usando os diagramas de simulação integrados, que incluem variáveis analógicas programáveis nos diagramas de alta e baixa tensão.

Automação e controle
Implemente equações de controle SELogic com variáveis booleanas, temporizadores, biestáveis e elementos de comando remoto para proteção avançada e esquemas de controle personalizados. Use a lógica de controle para substituir as chaves de controle do painel, fiação RTU a relé, relés de travamento e luzes do painel de sinalização tradicional.

  • Unidade de medição fasorial (PMU).
  • Terminais com parafuso ou configuração de hardware conectorizado.
  • Interface de medição de tensão analógica de baixa energia (LEA).
  • As opções de fonte de alimentação incluem 24/48 Vcc, 48/125 Vcc ou 120 Vca e 125/250 Vcc ou 120/240 Vca.
  • Configurações de placa de entrada CA com escolha de entradas de 1 A, 5 A ou combinação de entradas de TC de 1 A e 5 A.
  • Protocolos da norma IEC 61850.
  • Opções Ethernet para porta primária e porta redundante:
    • 10/100BASE-T
    • 100BASE-FX
  • Montagem em rack ou em placa, na vertical (apenas tamanho de chassi 5U) ou horizontal.
  • Uma ou duas placas de E/S adicionais com saídas convencionais, de alta capacidade ou de alta velocidade/alta capacidade.
  • Revestimento “conformal coating”: Proteja o equipamento contra ambientes adversos e contaminantes, como sulfeto de hidrogênio, cloro, sal e umidade.
  • Literatura

    Literatura

    Guias de instalação
    Downloads relacionados

    Desenhos

    Minimum QuickSet Version

    Minimum QuickSet Version

    Certificações do produto

    CE_logo