html{display:none} Concessionária do Novo México é a primeira a usar o SEL-T400L | Schweitzer Engineering Laboratories
Notícias / Produtos e Soluções / Concessionária do Novo México é a primeira a usar o SEL-T400L

Concessionária do Novo México é a primeira a usar o SEL-T400L

Uma concessionária de energia dos Estados Unidos se tornou a primeira do mundo a usar o relé SEL-T400L para proteção de linhas no domínio do tempo 

A utilização do relé de proteção, que teve início em maio deste ano, além de ser importante para a Concessionária do Novo México, mostra, também, como será o futuro do sistema de proteção. Hoje já são mais de 80 relés do tipo instalados no mundo. Até o momento, porém, nenhuma companhia havia utilizado o relé de proteção SEL-T400L para disparo da proteção, apenas para monitoramento.

A Companhia de Serviços Públicos do Novo México (PNM), havia acabado de realizar uma melhoria em seu sistema elétrico e uma das primeiras linhas de transmissão apresentava um desafio. O problema deu-se em uma linha de transmissão de 345 kV com compensação série que conectava a parte do norte do Novo México à área metropolitana de Albuquerque. A companhia estava construindo um secccionamento desta linha para atendimento de um outro cliente. Porém, a forma como foi necessário seccionar a linha levou a uma sobrecompensação da primeira parte da linha em cerca de 150%. Esse novo trecho da linha se tornou altamente capacitivo, o que levou a uma coordenação imprópria e dificuldades para a proteção convencional.

Relés diferenciais de linhas de transmissão poderiam ser aplicados na resolução do problema, porém a perda de comunicação levaria a disponibilidade apenas de elementos de distância baseados em fasores. Estes elementos baseados em fasores não eram suficientes neste caso para garantir uma coordenação adequada e rápida atuação da proteção. 

A solução encontrada pela companhia foi utilizar a proteção de linhas no domínio do tempo SEL-T400L que recorre a grandezas incrementais e ondas viajantes, segundo o gerente de engenharia de sistemas da PNM, Henry Moradi. No mês de março, a empresa iniciou os testes de aceitação em fábrica na sede da SEL em Pullman/Washington. Para isso, foi usada simulação em RTDS afim de replicar o sistema de potência permitindo à equipe verificar o cenário em tempo real antes do comissionamento.
Moradi descreveu os resultados do teste ao diretor de engenharia de transmissão e distribuição, Alwyn Vanderwalt, da PNM, e contou que a atuação era tão rápida que a sobrecompensação nem era notada. “Quando fizemos a simulação, percebemos que, antes de tudo, o relé era projetado especialmente para segurança”. Vanderwalt destacou que aprovar o 
SEL-T400L “foi uma decisão fácil”. O equipamento foi instalado na subestação Cabezon juntamente com o relé de proteção diferencial de linhas SEL-411L.

O vice-presidente de operações do Novo México, Todd Fridley, ressaltou que há muito tempo trabalha na área e foi a primeira vez “desde os relés digitais que vimos um grande passo nas funcionalidades dos relés. Essa tecnologia aplicada nessas novas capacidades é espantosa em termos de tempo de eliminação de faltas”. O ganho de tempo segundo ele auxilia na redução da degradação de equipamentos ao longo do tempo e permite diminuir custos de manutenção e investimentos.

Saiba mais sobre a instalação do PNM.