html{display:none} Linhas Complexas terão Localização Precisa por um Terminal | Schweitzer Engineering Laboratories
Notícias / Produtos e Soluções / Linhas Complexas terão Localização Precisa por um Terminal

Linhas Complexas terão Localização Precisa por um Terminal

A Copel Distribuição se tornará a primeira empresa brasileira a utilizar relés SEL-T400L baseados na proteção de linhas no domínio do tempo

Duas linhas de transmissão complexas da Copel Distribuição receberão relés SEL-T400L a serem usados para localização de faltas por apenas um terminal. A previsão é que os novos equipamentos sejam instalados em 2019 e tragam considerável redução em gastos com manutenção e deslocamento de equipes.
Os dois equipamentos serão instalados em linhas radiais, sendo uma das linhas no litoral e a outra na região de Curitiba (PR). Elas passam sobre regiões de montanha e mata como a Serra do Mar, sendo difícil o acesso por carro.
Com um contrato de helicóptero em torno de R$ 5 mil por hora, a Copel gasta até R$ 40 mil para localizar o ponto exato das faltas nas regiões mais remotas. Ter localização mais precisa reduz custos e o valor pago por uma inspeção já oferece retorno para o investimento feito.
Segundo o engenheiro de proteção da Copel, Ricardo Cesar Marcon, o objetivo é deixar o cliente desligado o menor tempo possível. “Confiamos que a precisão deste equipamento será da ordem de metros, então mandaremos a equipe no ponto certo, sem precisar correr toda a linha. Estamos cumprindo alguns estudos e esperamos que em janeiro já possamos começar a instalar pelo menos em uma das linhas”, afirma.
Nessas linhas, a empresa não conseguia aplicar a tecnologia convencional, conforme explica o coordenador de Engenharia de Aplicação da SEL, Paulo Lima. “A única ferramenta que tinham era baseada em impedância, que está mais sujeita a erros”. Lima relata que o SEL-T400L terá prioritariamente o objetivo de localização de faltas. “Nosso equipamento disponibiliza outras ferramentas como as funções de proteção. Elas serão habilitadas para avaliar a performance, assim como as funcionalidades de detecção de faltas iminentes e manutenção preditiva da linha”, afirma.
Lima também ressalta que o SEL-T400L faz tudo automaticamente, disponibilizando os dados em tempo real para o centro de operação. O coordenador de vendas da SEL, Sandro Santana complementa: “atualmente, muitos fabricantes que fornecem a tecnologia tradicional não dão a possibilidade de disponibilizar a informação desta forma. É preciso fazer análises offline, abrir gráficos e fazer alguns cálculos. Com a SEL, não há tempo a perder. O operador recebe de forma automática a localização e a equipe de manutenção pode ser enviada o mais rapidamente possível”.

Histórico
Paulo Lima recorda que em 2014, a SEL emprestou dois SEL-411L de localização de faltas por ondas viajantes para a Copel Distribuição. O objetivo era fazer uma comparação entre equipamentos para verificar a melhor performance. Apesar do excelente desempenho da localização de faltas dos relés, a empresa continuava com um problema – em algumas linhas não havia a possibilidade de colocar um relé nos dois terminais – condição para que o equipamento tradicional informasse o local da falta.
Lançado oficialmente em 2015, o SEL-T400L representou a superação de uma fronteira na proteção de linhas e trouxe como um de seus benefícios a localização de faltas baseada nas ondas viajantes de um só terminal o que ia exatamente de encontro ao desafio enfrentado pela Copel.
Santana conta que a Copel passou a interessar-se pela compra do equipamento em 2017 quando esteve com o gerente técnico internacional, Ricardo Abboud na Copel Distribuição para fazer uma apresentação
de tecnologias, estando entre elas o SEL-T400L. “A partir disso a Copel pode evoluir na definição de quais linhas poderia ter o SEL-T400L”
Finalizadas a especificação e a aquisição do equipamento, foi realizado um treinamento no mês de novembro de 2018 para que a empresa estivesse apta a receber os dois relés. Sete pessoas da equipe de proteção da Copel participaram do treinamento que foi detalhado e instrutivo de acordo com Marcon. Para a empresa, o fato da SEL se colocar à disposição para ajudar na implementação também foi importante, visto que receberá todo o apoio técnico ao processo de instalação do equipamento a ser realizado pela Copel, incluindo suporte à configuração, testes e operação.

Autógrafo
No dia 29 de outubro, uma equipe da SEL esteve na Copel para entregar o livro autografado pelo fundador da SEL Edmund O. Schweitzer III para a empresa, em sua sede em Curitiba (PR). A obra Locating Faults and Protecting Lines at the Speed of Light: Time-Domain Principles Applied traz 15 artigos técnicos que explicam o funcionamento das ondas viajantes e as quantidades incrementais instantâneas para a proteção de linha e a localização de faltas. O livro foi recebido pelo gerente da divisão de Proteção e Estudos Elétricos até 138kV, Marcelo Fernandes, em nome de toda a equipe e entregue por Santana e pelo Diretor Regional de Vendas e Serviços da SEL da América Latina, Gerardo Urrea.

Santana relata que a equipe da Copel ficou muito feliz em receber o livro. “Esse é um livro criado pela SEL para explicar o funcionamento da localização de faltas com proteção de linhas o domínio do tempo. Aborda uma nova tecnologia e novos conhecimentos que a Copel receberá”. A informação é confirmada por Marcon. Segundo ele, o livro tem sido utilizado para consultar detalhes da teoria de proteção de linhas no domínio do tempo. “É uma obra bem técnica e quando temos uma dúvida específica, consultamos o material. Iremos usá-lo bastante neste momento de instalação dos relés. O livro traz a teoria e sem essa teoria não é possível implementar nada”.

Fonte: Jornal Interface Ed. 45