html{display:none} Sincronizadores de Disjuntores diminuem Transitórios durante Manobras | Schweitzer Engineering Laboratories
Notícias / SEL na mídia / Sincronizadores de Disjuntores diminuem Transitórios durante Manobras

Sincronizadores de Disjuntores diminuem Transitórios durante Manobras

Manobras em disjuntores de unidades transformadoras, bancos de capacitores e reatores requerem uma atenção especial: fechamento ou abertura no momento errado pode gerar transitórios que afetam o desempenho do sistema elétrico e da proteção.
A criticidade é tanta que o ONS determina no capítulo 8.5, submódulo 2.3, que seja obrigatório que dispositivos associados aos disjuntores permitam uma manobra controlada e consequente limitação dos transitórios.
A abertura e o fechamento controlado de disjuntores limita os transitórios de energização associados a transformadores, bancos de capacitores e indutores. Pode-se optar por fazer a manobra durante o cruzamento por zero na tensão, pela passagem da tensão pelo seu pico, ou no caso do fechamento, buscar fechar em sincronismos através da supervisão da função ANSI 25.
Com o fim de minimizar sobretensões, subtensões ou sobrecorrentes deve-se comandar o fechamento do disjuntor no pico máximo de tensão no caso dos transformadores de potência e durante a passagem pelo zero para bancos de capacitores em derivação. O objetivo é evitar que isso afete o desempenho do sistema elétrico ou causem funcionamento indevido dos sistemas de proteção e controle.
O impacto de uma manobra controlada na rede pode ser observado nas oscilografias abaixo, em que a corrente de chaveamento reduziu cerca de  6% durante a energização de um transformador, passando para a ordem de dezenas de ampères.

Sincronizador de Disjuntor SEL-352
O sincronizador de disjuntor SEL-352 possui a função POW – Point on Wave, que permite ao usuário definir o momento do fechamento do disjuntor de acordo com a tensão, com uma precisão de 200 microssegundos.
Com seis entradas de tensão e três de corrente, além e entradas e saídas  digitais, o equipamento é capaz de oferecer uma proteção completa dos disjuntores. Tem cinco esquemas pré-configurados e possibilita criar esquemas personalizados. O SEL- 352 pode também monitorar os tempos de operação elétrica e mecânica do disjuntor, desgastes dos contatos, tensões e correntes em regime e sobre manobra. O equipamento também armazena as informações no sequencial de eventos e oscilografias.

Para mais informações, entre em contato com o Suporte SEL através do número 3515-2010 ou email: suporte@selinc.com

Fonte: Revista Petro & Química - Pág. 48