html{display:none} A República de Geórgia entra na Nova Era de energia confiável | Schweitzer Engineering Laboratories

A República de Geórgia entra na
Nova Era de Energia Confiável

SC0017

Situação do Cliente

Após a dissolução da União Soviética, a rede de energia da Geórgia ficou isolada e vulnerável. Após quase duas décadas de frequentes blecautes causados pelos equipamentos deteriorados da era soviética, a rede precisava urgentemente de modernização.

Os blecautes recorrentes afetaram a Geórgia, prejudicando a produção industrial, impactando os serviços essenciais e encurtando o tempo de vida útil dos equipamentos do sistema de potência. Somente em 2010, a Geórgia sofreu seis blecautes importantes no sistema, levando a nação a buscar uma solução imediata.

No centro do problema estava o estresse e o sobreaquecimento do “The Backbone”, um sistema de transmissão de linha única de 500 kV que transportava energia da usina hidrelétrica de Enguri, localizada no oeste da Geórgia, através das montanhas do Cáucaso até as regiões densamente povoadas do leste. Quando esta linha de 500 kV desligava, isto causava efeitos de ondulação nas linhas vizinhas, fazendo com que as linhas de transmissão paralelas acabassem desligando. O grave desequilíbrio de geração e carga resultante acabava, muitas vezes, levando a um blecaute nacional.

A empresa concessionária de eletricidade do país, a Georgian State Electrosystem (GSE), precisava de uma solução para evitar blecautes—uma solução que detectasse uma falta, gerasse uma decisão de rejeição de carga e acionasse o trip do disjuntor, tudo em menos de 100 milissegundos.

Além disso, o novo sistema deveria ser implementado rapidamente. O calor do verão estava a apenas quatro meses de distância e traria um maior potencial para blecautes.

Perfil do Cliente

  • Cliente: Georgian State Electrosystem (GSE)
  • Localização: República da Geórgia
  • Indústria: Concessionária de Energia (Transmissão)
  • Aplicação: Proteção da Transmissão—RAS

Os blecautes já estavam acontecendo há 20 anos. A situação nos últimos 10 a 15 anos na rede de energia da Geórgia estava crítica.

Alexander "“Aleko”" Didbaridze
Gerente Técnico de Projetos Internacionais, GSE

Solução

A GSE fez uma parceria com a SEL para desenvolver um sistema de controle de emergência (ECS) em todo o país para manter o sistema de potência estável. A SEL excedeu os requisitos da GSE projetando um ECS que pode reagir a um evento no sistema de potência em menos de 12 milissegundos. A equipe da GSE e SEL especificou, projetou, construiu, testou e instalou todo o sistema em menos de quatro meses.

A solução do ECS inclui relés SEL com funções de tomada de decisão nas subestações de linhas de transmissão mais críticas. Esses relés constantemente monitoram as linhas de transmissão, verificam a existência de faltas e rejeitam cargas rapidamente caso ocorra uma falta. Isso evita sobrecarga em outras áreas do sistema de potência para manter a estabilidade e evitar blecautes.

Resultados

A eficácia do novo ECS foi comprovada no verão de 2011 quando, em um período de duas semanas, este sistema foi acionado cinco vezes para rejeitar cargas em subestações de 500 kV ao longo do “The Backbone”. O sistema da SEL funcionou como projetado, protegendo o país contra blecautes e inaugurando uma nova era de energia confiável para a República da Geórgia.

A GSE continuou, desde então, a trabalhar com a SEL para melhorar a confiabilidade. Após o sucesso inicial do ECS, a GSE solicitou à SEL que ajudasse a criar um esquema de ação corretiva (RAS) para melhorar ainda mais a confiabilidade, o gerenciamento do sistema e o restabelecimento após faltas. Logo depois, a GSE pediu à SEL novamente para modernizar os sistemas de proteção, controle, monitoramento e comunicação de dez subestações da GSE. Esta modernização melhorou muito as capacidades e a resiliência das subestações. Além disso, os métodos de projeto e construção da SEL permitiram que o projeto fosse concluído em apenas dois anos—metade do tempo previsto.

Um passo de cada vez, os esforços da GSE estão dando resultados, e a vida parece muito mais brilhante na Geórgia.

Tire suas dúvidas

*Este campo é obrigatório.